A Andarilha, Sharing Time!, Vida

Vida e vida

Existem alguns momentos na vida, em alguns dias, que seria uma perda imensa se deixássemos passar.

Eu chamo eles de ‘felicidades’ e eles são perfeitos em suas imperfeições, cheios de vida, significado e ‘ser’.

É como se você estivesse por um momento sentindo todo o universo ao seu redor, tudo o que foi e o que será, e é tudo tão tão certo que você se sente extremamente grata. É como respirar existência, dançar com a vida e apenas sorrir e sorrir e sorrir porque você se sente tão completa.

Eu não faço ideia de como eles aparecem, esses momentos. As vezes eles vêm e vão tão rápidos como um suspiro, as vezes eles ficam te rondando por um dia inteiro. Raramente eles reaparecem por semanas.

Só o que sei é que adoro eles e quando acontecem, quero apenas estar junto com pessoas que amo pra poder compartilhar essa felicidade com eles, derramar ela toda e entuchar todo mundo até começarem a achar que já estão de saco cheio daquilo tudo.

Sinto vontade de rir e chorar e cantar e correr e as vezes só de gritar pro mundo.
E de vez em quando acabo fazendo isso tudo, porque nunca se sabe quando é que esse sentimento vai voltar.

Só me resta no final escrever sobre, apesar de ser difícil capturar o sentimento em palavras, para nos dias ruins poder voltar, reler e perceber que tem tanta beleza e perfeição e magnificência em só ser.

Então aqui está, uma das minhas tentativas. Quis compartilhar essa pequena felicidade de hoje. Honestamente espero que ela dure o dia todo, mas já estou grata que tenha conseguido aproveitar esse sentimento mesmo que por alguns minutos.

E deixo aqui um pedaço de um dos poemas que mais me representam quando estou assim: A Espantosa Realidade das Coisas, do Fernando Pessoa/Alberto Caeiro:

A espantosa realidade das coisas
É a minha descoberta de todos os dias.
Cada coisa é o que é,
E é difícil explicar a alguém quanto isso me alegra,
E quanto isso me basta.

Basta existir para se ser completo.

Espero que vocês estejam tendo um dia, uma semana, uma vida incrível.

Espero que vocês enxerguem a beleza de suas existências.

(o que andei escutando: Horse to Water – Tall Heights)
(a imagem do post é da incrível Victo Ngai)
Anúncios

3 comentários em “Vida e vida”

  1. Já disse algumas vezes, mas acho incrível o jeito que você escreve, Bia. Sempre leio seus textos com um super sorriso no rosto ou dando risadas sozinho aqui, mas dessa vez, te lendo e ouvindo Horse to Water ao mesmo tempo… Wow!
    Não irei deixar um comentário/textão hoje (estou trabalhando nisso, sou muito prolixo ainda), mas direi apenas que sua posição na escala de incredibilidade está quase superando o nível máximo (:

    Curtido por 1 pessoa

    1. Aaah, mais elogiioos *se esconde*
      Muito muito obrigada!
      Saber que alguém tem essa reação lendo as aleatoriedades que escrevo me deixa muito muito feliz e motivada!
      E sendo sincera, comentários também sempre me deixam sorrindo aqui
      Aliás, os seus tão superando essa escala de incredibilidade aí hahahaha

      (e no mais fico aguardando seu próximo post moço!)

      Curtido por 1 pessoa

      1. Heh, a escala de incredibilidade nunca mente 😛
        E olha que eu faço um esforço danado para não comentar demais e parecer spam, mas se você continuar nesse ritmo, bem, prepare-se para mais elogios ainda, moça 😉

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s